Açúcar: há pelos menos 50 anos, a indústria conhece seus efeitos perversos

De acordo com estudo, corporações identificaram e esconderam os efeitos negativos de diversos produtos sobre a saúde das pessoas

Há pelo menos 50 anos, a indústria alimentícia está ciente de que excesso de açúcar pode causar doenças cardiovasculares, síndromes metabólicas e câncer – e, mesmo assim, trabalha incansavelmente pela desinformação pública e em favor de seus interesses econômicos.

É isso que sugere um estudo publicado esta semana no periódico científico PLOS Biology e noticiado no jornal americano The New York Times. De acordo com pesquisadores da Universidade da Califórnia, em São Francisco, a indústria do açúcar financiou no fim dos anos 1960 uma investigação científica a fim de esclarecer os efeitos do seu produto sobre a saúde das pessoas.

Os resultados apontaram para um maior risco de desenvolvimento de doenças do coração e câncer de bexiga, além de síndromes metabólicas, como colesterol alto. Diante das evidências, a indústria suspendeu o financiamento, encerrou a pesquisa e enterrou os resultados. “Isso contribui para o cenário de que a indústria do açúcar tem uma longa tradição de manipulação da ciência”, disse ao The New York Times o pesquisador Staton Glantz, da Universidade da Califórnia e um dos autores do estudo publicado na PLOS.  

A reportagem completa pode ser lida no site do The New York Times (disponível apenas em inglês): https://goo.gl/Unwf2r

 

Deixe uma resposta

© 2017 - Aliança pela Alimentação Adequada e Saudável. Todos os direitos reservados.

%d blogueiros gostam disto: