Postingan itu didapat dari pendeta bernama Juan Manuel Peramas. Ia sudah melaporkan kalau kaum agen sbobet terpercaya Guarani sudah main memakai bola yang mempunyai materi dasar karet, namun mempunyai berat yang lumayan enteng, alhasil hendak kilat kala ditendang.

Setelah itu bola hendak memantul dengan kilat saat sebelum dapat menyudahi. Guarani pula memainkan agen bola bola bukan memakai tangan mereka semacam yang mereka jalani, namun memakai kaki dalam mereka. Postingan ini merupakan fakta kalau Inggris tidak pencipta game sepakbola.

Escola sem refrigerante

Apoie o Projeto de Lei que proíbe a venda de refrigerante em escolas públicas e privadas de ensino básico.

Assine a petição

Escola sem refrigerantes

Senhores (as) Deputados (as),

Eu, signatário (a) desta petição, solicito que os (as) Senhores (as) aprovem o PL 1.755/2007, que dispõe sobre a proibição da venda de refrigerantes em escolas públicas e privadas de educação básica, que está pronto para ser votado pelo Plenário da Câmara dos Deputados.

O tema merece urgência, pois proteger as crianças é um dever fundamental trazido pela Constituição e deve ser considerado prioridade antes dos interesses do mercado.

Crianças e adolescentes brasileiros passam boa parte do dia no ambiente escolar, portanto é essencial que esse espaço favoreça escolhas saudáveis e sem produtos ultraprocessados, conforme recomenda o Guia Alimentar para a População Brasileira do Ministério da Saúde.

O consumo frequente de bebidas açucaradas está diretamente associado ao aumento do excesso de peso, à obesidade e às doenças crônicas não transmissíveis entre crianças e adolescentes. Sendo assim, alguns dados precisam ser considerados:
A Organização Mundial de Saúde (OMS) recomenda que o valor máximo do consumo de açúcar seja 5% do valor total das calorias consumidas por dia. No Brasil, o consumo de açúcar por crianças e adolescentes passa de 17% do valor diário de calorias.

Segundo a OMS, mais de 30% das crianças e jovens brasileiros estão com excesso de peso, o que é um fator de risco para doenças cardiovasculares e diabetes.

Em junho de 2016, Coca-Cola Brasil, Ambev e PepsiCo Brasil anunciaram que deixariam de vender diretamente bebidas açucaradas em escolas com crianças de até 12 anos.

A ação mostra que o mercado reconhece a inconveniência dos refrigerantes, mas não é suficiente, pois não existem restrições para os estabelecimentos comerciais das escolas comprarem bebidas açucaradas diretamente no varejo.

Portanto, assumamos postura corajosa diante de uma necessidade de saúde pública, sobretudo considerando o artigo 227 da Constituição Federal, que coloca crianças e adolescentes em condição de prioridade.

Agradeço pela sua atenção e espero que o (a) senhor (a) leve em conta todos os pontos destacados e vote pela aprovação com urgência do PL 1755/07 no Plenário da Câmara dos Deputados.

**your signature**

Compartilhe:

   

O Projeto de Lei (PL) 1755/2007, que proíbe a
venda de refrigerantes em escolas públicas e privadas do 1º ao
9º ano, é de extrema importância para promover uma alimentação mais saudável nestes ambientes e frear a escalada da obesidade, que já atinge níveis alarmantes no Brasil e no mundo.

Desde 2017 o Projeto de Lei pode ser votado no Plenário da Câmara dos Deputados a qualquer momento.

Conheça quais parlamentares receberão a petição

 

Por que o PL/1755 é tão importante?

Nos últimos
20 anos,
a frequência do excesso de peso
praticamente TRIPLICOU
entre a população de 5 a 19 anos.

 

Atualmente
1 em cada
3 crianças
com idade entre 5 a 9 anos está com
excesso de peso ou OBESIDADE

Fonte: Dados da Pesquisa de Orçamentos Familiares (POF 2008-2009), realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

DE OLHO NAS ESCOLAS

Crianças e adolescentes brasileiros passam boa parte do dia no ambiente escolar, portanto é essencial que este espaço favoreça escolhas alimentares saudáveis e evite a oferta de refrigerantes, pois são bebidas que contêm uma quantidade excessiva de açúcar.

PRODUTOS INADEQUADOS

Refrigerantes e outras bebidas adoçadas (néctares, refrescos e bebidas lácteas, por exemplo) não são recomendados como parte de uma alimentação adequada e saudável, de acordo com o Guia Alimentar da População Brasileira, elaborado pelo Ministério da Saúde.

Risco à Saúde

A Organização Mundial da Saúde (OMS) já apontou as bebidas adoçadas como uma das principais causas da obesidade e do diabetes.

CONSEQUÊNCIAS FATAIS

O excesso de peso e a obesidade, por também serem fatores de risco para diabetes, pressão alta e câncer, têm se mostrado como uma das causas mais preocupantes no que se refere ao risco de morte segundo a OMS.

O peso do açúcar Em uma lata de refrigerante há cerca de 37g de açúcar, o equivalente a cerca de 7 colheres e meia de chá. A OMS recomenda a ingestão diária de açúcar de até 25g por pessoa, o que equivale a 6 colheres de chá.

É nesse sentido que a Aliança defende a aprovação do PL 1755/2007 e entende que é preciso ampliar a proposta para a proibição de néctares, refrescos, chás prontos e bebidas lácteas nas escolas, pois são produtos que contêm excesso de açúcar.

Cabe ao Estado adotar medidas que garantam a proteção de crianças e adolescentes, pois tratam-se de direitos fundamentais defendidos na Constituição e que devem se sobrepor a qualquer interesse do mercado.

É por meio de políticas públicas que priorizam a alimentação adequada e saudável que esses direitos poderão ser exercidos de forma plena e eficiente.

© 2017 - Aliança pela Alimentação Adequada e Saudável. Todos os direitos reservados.