Postingan itu didapat dari pendeta bernama Juan Manuel Peramas. Ia sudah melaporkan kalau kaum agen sbobet terpercaya Guarani sudah main memakai bola yang mempunyai materi dasar karet, namun mempunyai berat yang lumayan enteng, alhasil hendak kilat kala ditendang.

Setelah itu bola hendak memantul dengan kilat saat sebelum dapat menyudahi. Guarani pula memainkan agen bola bola bukan memakai tangan mereka semacam yang mereka jalani, namun memakai kaki dalam mereka. Postingan ini merupakan fakta kalau Inggris tidak pencipta game sepakbola.

Especialistas internacionais criticam declarações de Mandetta

Publicado em 4 de junho de 2019

Após matéria divulgada em 09 de maio pela rádio CBN, em que o ministro da saúde, Luiz Henrique Mandetta, falou pela primeira vez sobre o processo de rotulagem no Brasil, especialistas em saúde pública de diversos países assinaram uma carta conjunta direcionada ao ministro.

 

 

O documento demonstra uma enorme preocupação por parte da comunidade científica internacional ao tomar conhecimento de depoimentos que desconsideram as evidências científicas e as experiências de diversos países com a implementação da rotulagem nutricional de advertências.

 

Durante a entrevista à rádio, Mandetta afirmou considerar adotar um modelo de rotulagem conhecido como “GDA italiano”, em que as informações sobre os nutrientes que estão na tabela nutricional são copiadas para a frente, sem nenhuma indicação ou interpretação que facilite a compreensão e o uso da informação pelos consumidores.

 

 

“Gostaríamos de reforçar o consenso existente entre os principais pesquisadores mundiais em saúde e as evidências científicas que foram conduzidas livres de quaisquer conflitos de interesse de que o GDA é menos eficaz do que a rotulagem de advertência na parte da frente das embalagens para informar aos consumidores sobre a qualidade nutricional dos produtos. Com base nessas evidências, países como Canadá, Israel, Chile, Peru e Uruguai adotaram as advertências”, diz um trecho do documento.

 

 

Os pesquisadores ainda destacam a importância de informações claras em produtos com excesso de açúcar, sal e gorduras – nutrientes prejudiciais à saúde.  “O consumo excessivo desses alimentos e bebidas não saudáveis é uma das principais causas da obesidade e suas doenças relacionadas”, afirmam.

 

Modelo ultrapassado. Até para a indústria

 

 

Cabe ainda destacar que o GDA já tinha sido descartado pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), órgão responsável por estabelecer as regras de rotulagem no Brasil, em 2017, e inclusive pela indústria de alimentos, que defende um sistema que coloca as cores do semáforo sobre cada um desses nutrientes.

 

 

Na carta enviada, os pesquisadores apresentam os inúmeros resultados encontrados a respeito de qual modelo de rotulagem é o mais eficiente para informar a população. Um estudo conduzido em 2017 por pesquisadores do Uruguai apontou que com rótulos de advertência, os adultos tinham mais clareza sobre qual alimento era prejudicial à saúde em comparação ao modelo de GDA.

 

Outra pesquisa, desta vez feita com crianças, comparou o modelo de semáforo com as advertências e demonstrou novamente a efetividade das advertências em informar adequadamente a pessoas de diferentes idades e graus de escolaridade sobre os alimentos que elas consomem.

 

 

Rotulagem Nutricional Adequada Já!

 

 

Diversas tentativas de comunicação com o ministro já foram feitas, porém, até o momento, não foram atendidas. Após as declarações, o Idec (Instituto Brasileiro de Defesa de Consumidor), que defende a rotulagem de advertência, enviou pedidos de audiência com Mandetta para tratar das políticas de controle da obesidade, porém ainda não foi recebido.

 

 

Em maio, a Aliança, enviou uma carta de repulsa às declarações do  ministro, mas até o momento também não recebeu nenhuma resposta.

 

 

As organizações, agora, aguardam uma posição em relação à carta enviada pelos especialistas.

Deixe o seu comentário

© 2017 - Aliança pela Alimentação Adequada e Saudável. Todos os direitos reservados.