Ontem, dia 26 de outubro, integrantes da Aliança pela Alimentação Adequada e Saudável de todas as regiões do Brasil encontraram-se para refletir e avaliar os modos de organização e atuação dos núcleos locais da coalizão. A atividade faz parte de uma programação preparatória para o Encontro Anual da Aliança, que acontecerá no fim de novembro, voltado para seus membros

Atualmente, a Aliança pela Alimentação Adequada e Saudável possui núcleos locais nos estados de Pernambuco, Distrito Federal, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Rio Grande do Sul e Santa Catarina. E está em processo de formação o Núcleo Rio Grande do Norte.

Agenda local de promoção da alimentação adequada e saudável

“Os núcleos locais nasceram do reconhecimento da potência da agenda local das políticas públicas promotoras da alimentação adequada e saudável, em um contexto desfavorável para avanço das políticas nacionais”, afirmou Inês Rugani, membro do Núcleo Gestor da Aliança. “A capilarização da Aliança em núcleos também nos levou ao amadurecimento da rede, trouxe a necessidade de criação de acordos internos de debate e tomada de decisão que levasse em conta o diálogo entre a esfera nacional e local”. Inês também lembrou que a maioria dos núcleos locais tem poucos anos de existência, e que trabalharam mais tempo durante o isolamento social provocado pela pandemia.

Os participantes foram divididos em grupos para trocar experiências e reflexões sobre organização e processos de trabalho dos núcleos locais, e sobre a conexão local-nacional. 

No fim, a contadora de histórias Karina Guimarães Perpétuo encerrou a atividade, com uma contação cheia de emoção. Um convite à sabedoria e percepção cuidadosa na busca por justiça e bem comum.

%d