Diante da situação de insegurança alimentar e nutricional da população sul-mato-grossense, o Núcleo Mato Grosso do Sul da Aliança pela Alimentação Adequada e Saudável, com apoio do Conselho Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional (CONSEA), apresentou aos integrantes da Assembleia Legislativa do estado uma proposta de projeto de lei que institui o “Programa Estadual de Restaurantes Populares no estado Mato Grosso do Sul”. A audiência pública aconteceu no dia 31 de março e está disponível no Youtube, clique aqui para acessar. 

Participou da audiência a professora Camila Mazzeti, presidente do Conselho Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional (CONSEA) e integrante do núcleo Mato Grosso do Sul da Aliança, que enfatizou a importância da adesão e apoio de parlamentares e sociedade civil junto à Campanha “Restaurantes Populares: urgente para muitos, importante para todos”, lançada durante a audiência. O objetivo da campanha é informar e sensibilizar os cidadãos sul-mato-grossenses sobre este importante equipamento público de segurança alimentar e nutricional. A população pode apoiar os restaurantes populares assinando uma petição pública – clique aqui e assine também.

Em sua participação, Camila Mazzeti destacou a necessidade da adoção de restaurantes populares em caráter de política pública de Estado, que sejam aliados à promoção da saúde e estejam em consonância com os princípios de uma alimentação adequada e saudável. O PL propõe a oferta de refeições à populações em vulnerabilidade social pautadas em alimentos in natura e minimamente processados oriundos de agricultura familiar, com respeito à cultura alimentar, tradição e regionalidade Sul-mato-grossense, livre de conflitos de interesses.  Também destacou que a implementação de restaurantes populares representa outros potenciais impactos sociais como a geração de emprego, o fortalecimento de pequenos agricultores, a circulação da economia local e a consolidação de espaços de capacitação e aprendizagem.

%d