A ACT Promoção da Saúde e o Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec), integrantes da Aliança pela Alimentação Adequada e Saudável, lançaram no último dia 3 a campanha digital “Verdades difíceis de engolir”. O objetivo é chamar a atenção para as estratégias adotadas pelas grandes empresas do setor alimentício – as chamadas Big Food e Big Soda – para incentivar o consumo de ultraprocessados. 

Esta é a segunda fase da campanha. Uma das peças principais é um vídeo de um minuto que mostra as incoerências entre discurso e prática dessas empresas, que seduzem o consumidor com propagandas atraentes, mas escondem o impacto do consumo de seus produtos na saúde da população. Os prejuízos se estendem também à economia, devido aos gastos com saúde pública para tratar doenças crônicas não-transmissíveis (DCNT), como diabetes e hipertensão, além das isenções fiscais.

Destaca, ainda, a importância da adoção de políticas públicas para prevenir as DCNT e a criação de mecanismos que evitem a interferência da indústria em políticas de alimentação.

 

Dossiê Big Food

Todas as informações da campanha são baseadas no “Dossiê Big Food: como a indústria interfere nas políticas de alimentação”, que documenta oito casos emblemáticos desse tipo de ação.

O dossiê conclui que “é preciso avançar nas políticas de prevenção de conflitos de interesses e na análise crítica das empresas no âmbito das suas práticas, políticas e produtos. Estratégias de proteção, promoção e apoio a ambientes e sistemas alimentares adequados e saudáveis devem ser a prioridade de governos e precisam considerar a sociedade civil, que é quem é principalmente impactada pelas políticas públicas”.

Para acompanhar e participar, acesse o site naoengulaessa.org.br e as redes sociais do Idec e da ACT Promoção da Saúde.

 

Fonte: ACT e Idec.

Tags:
%d