O Núcleo Rio de Janeiro da Aliança acaba de disponibilizar, para download gratuito, uma cartilha com orientações sobre alimentação adequada e saudável, no contexto da pandemia de Covid-19, pensada especificamente para o público de pessoas moradoras de favelas. O objetivo do lançamento é apoiar lideranças comunitárias e organizações que atuam nas favelas do Rio de Janeiro. Clique aqui para acessar a cartilha.

“Buscamos reunir informações úteis e práticas que esperamos que sejam mais próximas da realidade das pessoas nesses territórios. Por isso trazemos informações sobre iniciativas emergenciais de doação de alimentos e água, indicação de órgãos públicos que devem ser acionados para garantia do direito à alimentação, dicas para economizar e evitar o desperdício na compra e preparo dos alimentos, além de orientações nutricionais e sanitárias”, explicam os autores do material. 

Pandemia, isolamento e diversidade das favelas

A pandemia de Covid-19 está causando uma preocupação geral com a saúde e nesse contexto a alimentação tem tido destaque. Enquanto por um lado a preocupação de muitas pessoas está relacionada a conhecer qual super alimento ou quais as melhores práticas alimentares e suplementos vitamínicos para fortalecer sua imunidade, por outro lado temos um contingente imenso de brasileiros cuja preocupação é como vai conseguir garantir alimentos para si e para sua família. 

A insegurança alimentar e nutricional das populações mais vulneráveis do nosso país não é um problema novo, mas sem dúvidas a atual crise já está agravando essa situação. Como é o caso para grande parte dos moradores das favelas do Rio de Janeiro. 

A realidade das famílias nas favelas é bem diversa: algumas possuem casas com uma boa estrutura física e outras não têm sequer água, energia elétrica ou espaço adequado para todos os moradores. Com relação à alimentação também há diversidade de situações, temos pessoas que passam pela falta total de alimentos como também famílias que possuem condições de fazer as compra necessárias para se alimentar, mas podem estar fazendo escolhas prejudiciais à sua saúde adquirindo alimentos de baixa qualidade nutricional.

1 Comment

  • byGiane kristosch
    Posted 05/05/2020 12:27 0Likes

    Material excelente. Sou nutricionista e atuo no projeto da UENF, em Campos, e na atual situação essas orientações são muito bem vindas. Temos favelas aqui em Campos e muitos estão em necessidade. Pretendo compartilhar .

Deixe uma resposta

%d